[31/08/2010] Arquiteto paisagista porquê?

 

Depois de um período de obras, chega hora de executar o paisagismo. Após ter lidado com vários profissionais, arquiteto, engenheiro, empreiteiro, pedreiros, marceneiros, pintores...é a vez do arquiteto paisagista.

O projeto paisagístico comumente chega quando a obra já está por terminar, etapa em que a paciência e o dinheiro já estão no fim. Sendo que o ideal seria projetá-lo juntamente ao projeto arquitetônico, explorando ao máximo recursos alocáveis num projeto de paisagismo, além de enquadrá-lo no orçamento total.

Considerado o investimento da obra, não se deve relaxar com o paisagismo, ele é a moldura e tem que estar em harmonia com a obra e o contexto local, valorizando esteticamente a edificação.

Um arquiteto paisagista irá desenvolver um estudo minucioso dos elementos construtivos, fauna e flora de entorno, posição solar, ventos, geografia do terreno e tipo solo. Juntamente com o proprietário irá desenvolver um programa de necessidades ao expor para este os possíveis efeitos de moldura, maciço, renque, teto, direcionamento... e combinações de sensações como, sombreamento, cheiros, sons, floração, frutificação... além das opções de decks, esculturas, cascatas, piscinas, mobiliário externo, iluminações cenográfica, etc...

Local avaliado e programa de necessidades elaborado, o profissional irá desenvolver um planejamento racional de implantação de elementos paisagísticos que atendam aos desejos do proprietário e que estejam adequados as características de cada área. O projeto paisagístico tem os mesmos princípios aplicados na elaboração de projetos arquitetônicos, formas, proporções, combinação de cores, texturas e elementos com o acréscimo de que são compostos por elementos naturais e tem seu crescimento considerados desde a concepção.

Assim como a formação de um arquiteto, a arquitetura da paisagem é multidisciplinar, envolvendo a matemática, as ciências naturais e sociais, a engenharia, as artes, a tecnologia, etc. O paisagismo é uma arquitetura levada ao tempo. Uma arquitetura viva, um elemento a ser construído.